domingo, 25 de março de 2012

Fariseus : Ontem e Hoje


Longe do desejo de descrever pessoas ou de rotula-las , mas o que nos estimula é um estudo sobre um estilo ou tipo de postura adotado por um grupo de pessoas que deram inicio a um arquétipo ou tipo psicológico comum.
Eles existiram antes de Jesus, ao tempo de Jesus ,e por fazer parte da postura adotada por diversos seres humanos persiste até hoje nos diversos ramos de pensamento, mas no meio religioso ele destaca sua pujança, fazendo da religião um entorpecente da racionalidade para que se beneficiem financeiramente ou de forma sutil que é a moral que se exterioriza por meio da bajulação.  

Fariseus (do hebreu parush, divisão, separação). – A tradição constituía parte importante da teologia dos judeus. Consistia numa compilação das interpretações sucessivamente dadas ao sentido das Escrituras e tornadas artigos de dogma. Constituía, entre os doutores, assunto de discussões intermináveis, as mais das vezes sobre simples questões de palavras ou de formas, no gênero das disputas teológicas e das sutilezas da escolástica da Idade Média. Daí nasceram diferentes seitas, cada uma das quais pretendia ter o monopólio da verdade, detestando-se umas às outras, como sói acontecer.
Tomavam parte ativa nas controvérsias religiosas. Servis cumpridores das práticas exteriores do culto e das cerimônias; cheios de um zelo ardente de proselitismo, inimigos dos inovadores, afetavam grande severidade de princípios; mas, sob as aparências de meticulosa devoção, ocultavam costumes dissolutos, muito orgulho e, acima de tudo, excessiva ânsia de dominação. Tinham a religião mais como meio de chegarem a seus fins, do que como objeto de fé sincera. Da virtude nada possuíam, além das exterioridades e da ostentação; entretanto, por umas e outras, exerciam grande influência sobre o povo, a cujos olhos passavam por santas criaturas. Daí o serem muito poderosos em Jerusalém...           
    (Allan Kardec introdução ao Evangelho S.Espiritismo)

Jesus representou-se um grande adversário aos Fariseus pois Jesus cortava o cordão umbilical da fé, ou seja, os Fariseus alimentavam a fé das pessoas partindo sempre de suas interpretações, e mantinham seus vínculos como interpretes divino mantinham o poder temporal a rédeas curtas.
A proposta da boa nova desvinculava as organizações religiosas como intermediários entre os homens e Deus , colocando não mais os homens como criaturas, mas como filhos em contato com seu pai.
Desvinculava a relação divina dos aparatos e dos templos para o contato direto , então seu apego era a letra da Tora.
Mas sua postura foi vista sempre ao lado de todos os livros sagrados...
O ser humano histonicamente manteve-se ao longo da historia liderando o povo ou por meio da força ou da crença, por meio da força eles eram sempre odiados , pela crença eles eram idolatrados ou amados levando muitos a morrerem por suas idéias, Jesus o psicólogo por excelência reconhecia e tentava manter seus seguidores distante disso até sorrateiramente que eles tomaram novamente as rédeas da religião de forma sorrateira.
Como Jesus descrevia e combatia esses arquétipos , pois se perceber você vai ver ele combate sem jamais dar nome próprio, mas sempre lutou contra suas posturas. E quais eram?
1) Condenam a atitude do mestre dos mestres por comerem com pessoas, que segundo seu ponto de vista era indigno da presença deles, Jesus os informa que os que são os doentes precisam de médicos.
2) Acusam ele de expulsar o demônio usando-se do poder dado pelo demônio, Jesus rebate a acusação pela razão , afirmando-lhes se o mal se divide entre si para pratica do bem seu reino esta fadado a queda , pois todo reino dividido entre si tende a ruir.
3) Acusavam os seguidores de Jesus pois colhiam fruto em dia proibido pois era dia de descanso, Jesus rebate-os dizendo que o homem e maior que as convenções , e não as convenções maiores que os homens.
4) Solicitavam provas ao mestre que lhes respondia:" Esse povo honra-me com os lábios mais o coração esta longe de mim. Em vão me prestam culto; a doutrina que eles ensinam são preceitos humanos"
5)Preocupam-se com o que comem, Jesus os contradiz chamando-os a atenção dizendo-os  que o que faz mal não e o que entra pela boca mais sim o que sai dela , pois a boca fala o que esta cheio o coração.
6) Dizem mas não fazem.
7) Colocam nos ombros alheios cargas pesadíssimas, mas se isentam de carrega-las.
8) Fazem todas as suas obras para serem vistos.
9) Se posicionam sempre nos primeiros lugares tanto nas festas quanto nas sinagogas.
!0) Gostam de serem saudados nas praças para serem chamados de Rabi ,ou seja ,Mestre.
Justamente nesses dias que surgem manchetes nos meios de comunicação , falando sobre indivíduos que mercantilizam com o divino em nome de beneficio próprio e material e ao mesmo tempo a fé.
Mas isso existe somente fora de nossa doutrina ou existe dentro?
Precisamos acima de tudo não perder o rumo que Jesus diz ser a medida que estes deixam escapar em sua busca que são: 
A Justiça, a Misericórdia e a Fidelidade.
Fico um tanto preocupado como estamos nos vendo hoje como a bola da vez , as pessoas estão dia a dia , mais e mais buscando a doutrina , nossos centros espiritas estão preparados para esse assédio ?  
Nossos palestrantes, expositores,conferencistas, escritores e articulistas estamos prontos para que passemos pelo assédio da popularidade sem que nos maculemos?
Como temos visto a doutrina?
Estou ainda ciente que a lei de Deus esta gravada em nossa consciência ?
Ou já estou rumando para fora de Kardec não há salvação ? 
Estamos promovendo bons palestrantes e bons escritores a doutores da lei ?
Estou colocando-os nos primeiros lugares ou eles  nos tem pedido os primeiros lugares ?
Devemos primar pela mensagem divina seja ela qual for não pode jamais nos dividir e sim unir-nos.
Quando eu assisto uma palestra que já fundamentei o meu aprendizado eu ouço procurando um tropeço do palestrante para questiona-lo ? 
Ou para que eu faça uma pergunta que possa estar acima do conhecimento dele para que atraia a luz dele para mim ?
Ou ouço procurando aprender algo junto da mensagem que já conheço?
Estou eu acendendo minha própria luz através de meus atos?
Não quero condenar ou acusar alguém de tal ou qual atos.
Sou o primeiro a refletir comigo mesmo , e se sentir isso eu devo ser o primeiro a vacinar-me, junto ao evangelho de Jesus .
Minha casa espirita representa um lugar onde eu me confraternizo com meus irmãos , ou o lugar onde eu disputo os primeiros lugares ?
Mas no espiritismo não pedimos dinheiro. 
Mas existe o pedido de reconhecimento ? Se existe seria para mim uma paga ?
Jesus e o seu cristianismo primitivo deve estar vivo entre nós, para que nenhum de nós sinta-se estimulado ao farisaísmo. 
E como seria isso ?
Jamais esquecermos que somos irmãos, e como irmãos parte de um corpo, ou conjunto da obra espirita.
Que somos duas vezes mais necessitados do que quem nos lê ou ouve, pois tenho que entender e tornar simples o que leio, para que vivencie na simplicidade e ensine com simplicidade.
A posição dos Fariseus me incomoda é porque não compactuo com errado ou essa fera esta em mim enjaulada esperando eu liberta-la?
Precisamos combater os Fariseus ?  
Não, só não alimente-o, pois assim morrera de fome...
"Os meus discípulos serão reconhecidos por muito se amarem." Jesus 
Amemo-nos.





Um comentário:

  1. adoro muito tudo isso Ricardo....beijos de Luz pra vc querido!

    ResponderExcluir