quinta-feira, 14 de junho de 2012

A arte reerguendo...

Pelas ruas de São Paulo onde antes existiam até pouco tempo pessoas morando embaixo de viadutos, existe  viaduto morando dentro de algumas pessoas , pois vivem a possibilidade do ideal.
Ideal este de uma sociedade justa onde olhos se encontrem, sem que CEP´s ou códigos postais, separem já que vivemos consciente ou inconscientemente uma cultura bairrista, separatista , ou em um mundo capitalista que nos apresenta pessoas como concorrentes , como inimigos , como trincheiras armando-as impedindo-as de amar...
E neste momento em ideais que se encontram e se confunde em ideais socialistas, sociólogos, adeptos da teologia da libertação, espiritas e ateus confundem-se, tornando cristãos  conscientes ou inconscientes.
Em um núcleo sem barreias ideais e corações gritam em nome do amor para levar a igualdade e reerguer os caídos nas ruas e desprezados por nós sociedade , (que ainda estamos presos a verdades decrépitas ou seja ultrapassadas de que politica e religião não se discute, eu diria que não se disputa , mas se discute sim , e pensa sobre uma ação cidadã), almas reerguem outras através de centros de convivência, derepente um espaço entre um recém criado jardim, pessoas se descobrem e se redescobrem sua expressividade e dignidade e talvez até sua identidade através da arte...
Via emocionadamente uma pessoa que após ter feito seu primeiro pano pintado uma , flor , acabara de descobrir uma possibilidade inédita , trazendo o sentimento hora perdido de poder mostrar ao mundo, algo seu, quem sabe agora o sentimento de uma pessoa ignorada pela sociedade que muitas vezes passa ao seu lado desviando o olhar, ou desviando-se de calçada, agora o seu chama a atenção.
A possibilidade de construir o belo, e expressar-se por esse belo, devolve o brilho das estrelas no olhar dessa pessoa, vemos almas ressurgindo de dentro de si mesmo, (como Fênix, que renasce das cinzas) pois muitas vezes por mais que o sorriso possa trair um sentimento, os olhos sempre refletem a alma, e este despertar da alma é simplesmente emocionante, pois é a força de uma simples e aparente gota, que cai na boca de um sedento e aplaca sua sede, como em um deserto , e , é uma fonte que com a construção de muitos homens tornam-se um oásis...
Há ! Se cada homem soubesse a gratidão de gotas de água...
Há ! Se todos os homens soubessem que todos somos responsáveis pelo bem que deixamos de fazer e pelo mal decorrente deste bem não praticado.
Despertar do cristão é o despertar cidadão, que também é o despertar de consciência, de que os não existe diferentes, de que não existe vizinhos, primos , mãe, pai ou seja somos todos irmãos ...
Quem são meus irmãos e quem é minha mãe? Indagou Jesus aos seus discípulos...
Como age um cidadão ou cristão consciente?
Faz aos outros o que gostaria que os outros lhe fizessem , pois isso volta para si, de forma benéfica quando eu levo ou devolvo dignidade o mundo a minha volta muda, e assim estamos construindo um mundo melhor...
Muito mais do que colocar em nossas palavras ou decorar palavras do Cristo, é viver o Cristo...
Saia de sua zona de conforto , de um passo erga a cabeça ao andar e olhe , cruze todos os olhos que puder e veja o brilho das estrelas em pleno dia e descobrirá o sol do amor resplandecendo em sua vida, trazendo a o amanhecer nas almas que estão vivendo na escura noite dos corações...
Seja Luz, faça luz, brilhe a vosso luz...
Ame.






2 comentários:

  1. MARAVILHOSO TRABALHO...PARABÉNS!!!
    MÔNICA GUERRA DE ALMEIDA

    ResponderExcluir
  2. que lindo isso Ricardo!!!! Emocionou esse texto... belissimo mesmo!

    ResponderExcluir